A palavra Rosário significa “Coroa de Rosas”.

Todas as vezes que dizemos uma Ave-Maria é como se déssemos a Nossa Senhora uma linda rosa; com cada Rosário completo Lhe damos uma coroa de rosas.

O Santo Rosário é considerado uma oração completa, porque traz em síntese toda a história da nossa salvação.

Em todas as aparições a Mãe Celeste nos convidou a recitar o Rosário como arma potente contra o mal, para nos levar à verdadeira paz.

(do site “O Santo Rosário”)


O Rosário completo é formado atualmente por quatro partes, após a introdução dos Mistérios Luminosos por São João Paulo II. Há quem não reze esses Mistérios, que foram sugeridos pelo Santo Padre, e que de fato não são obrigatórios. Vale lembrar, no entanto, que esses Mistérios nos ajudam a contemplar ainda mais episódios da nossa Redenção e fizeram com que muitas pessoas rezassem ainda mais Ave-Marias por todo o mundo.

Como desde o século 19 o Rosário tinha três partes, cada parte é tradicionalmente chamada de “terço”. Cada terço é composto por cinco mistérios de nossa Redenção. Cada mistério, por sua vez, é contemplado com uma meditação própria e a recitação de:

  • um Pai-Nosso,
  • dez Ave-Marias (por isso às vezes se chama um mistério de “dezena”),
  • um Glória ao Pai
  • e jaculatórias segundo o costume da família ou grupo de oração.

Veja, portanto, que os Mistérios são sempre acompanhados de uma meditação.

 

Como recitar o Rosário

(seguir a ilustração no sentido horário)

1- Faz-se o Sinal da Cruz; é costume rezar a Invocação ao Espírito Santo. Reza-se o Oferecimento. Reza-se então o Credo.

2- Em honra à Santíssima Trindade, reza-se um Pai Nosso e:
a) uma Ave Maria em honra a Deus Pai que nos criou (ou a Ave Maria com a jaculatória da Chama de Amor);b) uma Ave Maria em honra a Deus Filho que nos salva (ou a Ave Maria com a jaculatória da Chama de Amor);c) uma Ave Maria em honra a Deus Espírito Santo que nos santifica (ou a Ave Maria com a jaculatória da Chama de Amor).

3- No intervalo, um Glória, a Oração de Fátima; e jaculatórias como for costume.

Repete-se 4, 5 e 6 até o final do Terço ou do Rosário completo:

4- Enuncia-se o Mistério e reza-se o Pai Nosso.

5- Contempla-se o Mistério durante o tempo de dez Ave Marias (ou a Ave Maria com a jaculatória da Chama de Amor).

6- Após a dezena, no intervalo reza-se um um Glória; Oração de Fátima; jaculatórias como for costume.

7- Reza-se o Agradecimento:

Infinitas graças vos damos, soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos liberais. Dignai-vos, agora e sempre, tomar-nos debaixo do vosso poderoso amparo e, para mais vos obrigar, vos saudamos com uma Salve Rainha:

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve!
A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva.
A Vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois, Advogada nossa, esses Vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e, depois deste desterro, mostrai-nos a Jesus, bendito fruto de Vosso ventre,
ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria.
V. Rogai por nós, santa Mãe de Deus,
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Amém.


Sinal da Cruz.

Também se pode rezar, após a Salve Rainha, a Invocação a São Miguel Arcanjo e a oração a São José.

 

Os mistérios do Rosário

Na primeira parte do Rosário, contemplamos os cinco Mistérios Gozosos, que contemplam a encarnação do Filho de Deus e Sua missão no mundo:

Anunciação do anjo a Nossa Senhora    Apresentação do Menino Jesus no Templo e purificação de Nossa Senhora Perda e encontro do Menino Jesus no Templo

1º- Anunciação a Maria;
2º- Visitação de Nossa Senhora a sua prima Isabel;
3º- Nascimento de Jesus;
4º- Apresentação do Menino Jesus no Templo e purificação de Nossa Senhora;
5º- Perda e encontro do Menino Jesus no Templo.

Na segunda parte do Rosário, contemplamos os cinco Mistérios Luminosos, que contemplam a revelação do Reino de Deus já personificado em Jesus:

Batismo de Jesus no rio Jordão   Transfiguração de Jesus Instituição da Eucaristia

1º- Batismo de Jesus no rio Jordão;
2º- Auto-revelação de Jesus nas Bodas de Caná, quando transforma a água em vinho;
3º- Anúncio do Reino de Deus por Jesus, com o convite à conversão;
4º- Transfiguração de Jesus;
5º- Instituição da Eucaristia.

Na terceira parte do Rosário, contemplamos os cinco Mistérios Dolorosos, que contemplam a Paixão e Morte de Jesus:

Agonia de Jesus no Horto  Flagelação de Jesus Coroação de espinhos Jesus carregando a cruz no caminho do Calvário Crucifixão e morte de Jesus

1º- Agonia de Jesus no Horto;
2º- Flagelação de Jesus;
3º- Coroação de espinhos;
4º- Jesus carregando a cruz no caminho do Calvário;
5º- Crucifixão e morte de Jesus.

Na quarta parte do Rosário, contemplamos os cinco Mistérios Gloriosos, que contemplam a vitória de Jesus sobre a morte, o nascimento da Igreja e a glorificação de Maria:

Ressurreição de Jesus Ascensão de Jesus ao Céu Vinda do Espírito Santo sobre os Apóstolos e Nossa Senhora Assunção de Maria Coroação de Maria no Céu

1o– Ressurreição de Jesus;
2o– Ascensão de Jesus ao Céu;
3o– Vinda do Espírito Santo sobre os Apóstolos;
4o– Assunção de Maria;
5o– Coroação de Maria no Céu.

Sugestões para a récita do Rosário

O Rosário durante a semana:

– os Mistérios Gozosos às segundas-feiras e sábados, e nos domingos do Advento;

– os Mistérios Luminosos às quintas-feiras;

– os Mistérios Dolorosos às terças e sextas-feiras, e nos domingos da Quaresma;

– os Mistérios Gloriosos às quartas-feiras e domingos do tempo Pascal e Comum.

Ou, para entender melhor os Mistérios para cada dia da semana:

Domingo: Mistérios Gloriosos (na Quaresma, Mistérios Dolorosos; no Advento, Mistérios Gozosos)
Segunda-feira: Mistérios Gozosos
Terça-feira: Mistérios Dolorosos
Quarta-feira: Mistérios Gloriosos
Quinta-feira: Mistérios Luminosos
(ou os Mistérios Gozosos, para quem não reza os Luminosos)
Sexta-feira: Mistérios Dolorosos
Sábado: Mistérios Gozosos
(ou se rezam os Gloriosos, como era costume, antes da introdução dos Mistérios Luminosos)

Quando não se reza o Rosário inteiro, pode-se recitar um só terço, ou então as dezenas separadamente, contanto que se complete ao menos um terço no mesmo dia.

Para participar do Movimento do Rosário Permanente, é preciso apenas rezar um Rosário completo uma vez por mês.

Mas, sempre que possível, deve-se rezar o Rosário inteiro todos os dias. Sugere-se rezar assim:

O Rosário ao longo do dia:

– os Mistérios Gozosos pela manhã;

– os Mistérios Luminosos ao meio-dia;

– os Mistérios Dolorosos à tarde, de preferência às 15hs, junto com o Terço da Misericórdia;

– os Mistérios Gloriosos no final da tarde ou à noite.

Sendo possível rezar o Rosário completo de uma vez, é ainda melhor!

Similar Posts