Dulcíssima Menina Maria, que destinada a ser Mãe de Deus, passastes a ser também nossa augusta soberana e Mãe amadíssima, pelas graças prodigiosas que realizastes no meio de nós, ouvi,piedosa, as nossas humildes súplicas. Nas necessidades que de todos os lados nos oprimem, e especialmente nesta presente tribulação, nós nos confiamos de todo a Vós.

Ó Santa Menina, em virtude dos privilégios concedidos unicamente a Vós e pelos méritos que adquiristes, mostrai-Vos ainda hoje piedosa para conosco. Mostrai que a fonte dos tesouros espirituais e dos contínuos bens que dispensais é inesgotável, porque limitado é também o poder que exerceis junto do Coração paternal de Deus. Pela imensa profusão de graças com que o Altíssimo Vos enriqueceu, desde o primeiro momento da vossa Conceição Imaculada, dignai-Vos conceder-nos, ó Celestial Menina, a nossa petição, e louvaremos eternamente a bondade do vosso Imaculado Coração. Amém.


Nossa Senhora Menina (Maria Bambina) é venerada na Casa Mãe das Irmãs da Caridade, Via S. Sofia 13, Milão, Itália

“Este mistério (da Santa Infância de Maria) parece ser muito pouco conhecido. Acho que tendes uma grande missão… aprofundar a meditação sobre o mistério da infância de Maria.”

Papa João Paulo II, falando às Irmãs da Caridade de Milão, em 4 de novembro de 1984
http://www.mariabambina.org