Devoção a Nossa Senhora Rosa Mí­stica

Share Button

A veneração a Maria como Rosa Mística remonta aos primeiros séculos do Cristianismo. O Hino Acatista, das igrejas do Oriente, tem a invocação “Maria, Rosa Mística, da qual saiu Cristo como milagroso perfume”… As ladainhas lauretanas, que datam de 1587, também já traziam a invocação ””Rosa Mística”.

Tanto nos escritos dos Padres da Igreja, como no culto mariano, aparece o título de Rosa Mística, através dos séculos, para louvar a Mãe de Jesus.

Na Itália, a devoção mais antiga a Rosa Mística está relacionada a uma pequena imagem de Nossa Senhora segurando Menino Jesus no braço esquerdo, tendo na mão direita um galho de roseira com uma flor aberta (na ilustração desta página, aparece coroada e com véu azul, ao centro). Essa imagem foi levada para oMaria Rosa Mística Convento das Irmãs de Caridade em Cormons em 1737, quando aconteceu um primeiro milagre: do braço e da mão da imagem que segura a rosa, escorreu com um abundância um líquido, como suor. Esse fenômeno aconteceu durante 15 dias. Muitos milagres foram registrados desde a efusão da água milagrosa. Em 1885 foi celebrada de maneira particular, no dia 15 de janeiro, a primeira festa da Rosa Mística de Cormons.

Na Alemanha, o Santuário de Rosenberg abriga uma imagem milagrosa de Nossa Senhora Rosa Mística, venerada desde 1738. No pedestal da imagem estão três rosas: uma vermelha, uma amarela e uma branca. Essa imagem está em um nicho com 13 rosas douradas de cada lado, em fileiras e cachos de 3, 4 e 6 flores (na ilustração desta página, imagem à esquerda, abaixo).

A mais conhecida devoção a Rosa Mística é relacionada a aparições de Nossa Senhora a Pierina Gilli, sob esse título. Esses fenômenos ainda não foram analisados pela Igreja, mas a devoção particular se estendeu por todo o mundo. 3 rosasEm Montichiari, Nossa Senhora Rosa Mística se apresentou em 1947 com três rosas sobre o peito: uma vermelha, uma amarela e uma branca, pedindo oração, sacrifício e penitência.

Essas aparições aconteceram em Montichiari e em Fontanelle, subúrbio de Montichiari, na Itália. Os bispos de Bréscia, desde 1966 até os dias de hoje, proibiram a devoção pública a Rosa Mística. No ano de 2001, o bispo atual, Mons. Giulio Sanguineti, determinou a organização da dispensa dos sacramentos e do culto mariano em Fontanelle, estabelecendo um sacerdote responsável pelo atendimento daquela comunidade. Além disso, uma nova associação de fiéis – Rosa Mistica Fontanelle – foi constituída, para a promoção e divulgação da devoção a Nossa Senhora, na localidade de Fontanelle, sob orientação do Bispo de Bréscia.

A Rosa Mística de Montichiari se tornou conhecida pelo mundo todo, de tal maneira que fora da Itália existem 4 santuários associados a essa devoção: no Brasil (em Jambeiro, SP), na Venezuela, no Líbano e na China.

 

Textos e imagem reproduzidos do informativo 3º Milênio nº 21
Fontes consultadas:
Associazione Rosa Mistica Fontanelle
Cormons
Diocese de Bréscia
Haus Maria Rosenberg
Informationen über Kirchen -bzw. Pfarrgemeinden in der Region Westpfalz

Share Button
Print Friendly