Mensagens de Nossa Senhora Rosa Mística

Share Button

Montichiari-Fontanelle

[ Aparições em estudo pela Igreja ]

PRIMEIRA APARIÇÃO (PRIMAVERA DE 1.947):
Pierina, enfermeira no hospital de Montichiari, viu em um dos quartos uma senhora muito bonita, de vestido roxo, com um véu branco na cabeça e no peito três espadas. Seu semblante era de muita tristeza. Ela disse a Pierina apenas três palavras:

“Oração, sacrifício e penitência”.

Depois, calou-se e desapareceu.

SEGUNDA APARIÇÃO (13.07.47):
De novo a Senhora aparece a Pierina, numa sala do hospital. Vestia-se de branco e no peito trazia três rosas: uma branca, outra vermelha e a terceira amarelo dourada. Ela nesse dia apresentou-se e disse porque veio e o que queria.

Rosa Mística“Sou a Mãe de Jesus e de todos vós”.

“O Senhor envia-Me a fim de promover uma devoção mariana mais eficaz entre os institutos e congregações religiosas, masculinos e femininos, e entre todos os sacerdotes. Prometo a todos, os que Me honrarem mais, a Minha proteção, o florir de vocações e muitas conversões. Peço que se inicie todo o dia primeiro de cada mês uma trezena. Prometo a todos que fizerem esta trezena muitas graças e santidade de vocações. Desejo que o dia 13 de julho de cada ano seja dedicado a Maria Rosa Mística”.

TERCEIRA APARIÇÃO (22.10.47):
Nossa Senhora aparece novamente a Pierina, desta vez na capela do hospital, e lhe diz, entre outras coisas:

“Coloco-Me como medianeira entre os homens e o Meu Divino Filho e, em particular, entre as almas dos religiosos. Ele está cheio de tristeza com as ofensas que recebe diariamente e quer dar curso a Sua Justiça”.

Depois, desaparecendo, diz:

“Vive de amor”.

QUARTA APARIÇÃO (16.11.47):
Deu-se na igreja de Montichiari e Nossa Senhora disse ainda que o Seu Divino Filho estava muito magoado com as ofensas que continuava a receber dos homens e com os pecados contra a santa pureza.

“Ele está para enviar um dilúvio de castigos… Intervim para implorar ainda a misericórdia, e em reparação peço oração e penitência”

Pierina pergunta-Lhe: Seremos perdoados? – E Nossa Senhora responde:

“Sim, contanto que se combata em toda a parte o pecado da impureza”.

QUINTA APARIÇÃO (22.11.47):
Nesta aparição, Nossa Senhora promete a Pierina que voltará à igreja no dia 8 de dezembro, pelo meio-dia, quando será a “Hora da Graça”. Pierina pergunta-Lhe: O que significa “Hora da Graça?” – Nossa Senhora lhe responde:

“Conversões em massa”.

SEXTA APARIÇÃO (07.12.47):
Nossa Senhora aparece a Pierina, dentro da igreja. Estava envolvida num manto branco e trazia ao lado um menino e uma menina. Neste momento Pierina pôde contemplar o Coração resplandecente de Nossa Senhora e ouvir:

“Quero mostrar o Meu Coração Imaculado que dos homens é muito pouco conhecido”.

Pierina pergunta-Lhe: Quem são estas crianças?

“São Jacinta e Francisco”, responde Nossa Senhora

“Eles a acompanharão nos momentos difíceis pois, embora crianças, menores que você, sofreram bastante. O que peço a você é: bondade e simplicidade como estas crianças”.

E desapareceu.

SÉTIMA APARIÇÃO (08.12.47):
Como toda a população de Montichiari ficou sabendo que Nossa Senhora ia aparecer neste dia, a igreja, ao meio-dia, ficou superlotada. Havia tantas pessoas que Pierina encontrou dificuldades para chegar ao lugar onde estava habituada a rezar.

Ajoelhou-se e deu início à reza do terço. De súbito, exclamou: Oh! A Senhora.

Neste momento, fez-se na igreja silêncio absoluto. Nossa Senhora aparece sorrindo, de pé, sobre uma escadaria branca, enfeitada nas laterais de rosas brancas, vermelhas e amarelas; e disse:

“Eu sou a Imaculada Conceição. Sou a Mãe da Graça, Mãe do Meu Divino Jesus Cristo”.

Descendo os degraus, continuou:

“Aqui em Montichiari, quero ser chamada “Rosa Mística”.

Desejo que todos os anos, no dia 8 de dezembro, tenha lugar, ao meio-dia, a Hora da Graça Universal, quando numerosos favores para a alma e para o corpo serão distribuídos. Os bons não deixem de orar pelos seus irmãos pecadores. Comuniquem, rapidamente, este Meu desejo ao Papa Pio XII, para que a Hora da Graça se transforme num hábito praticado por todos, em todas as partes do mundo”.

Curas: neste dia deram-se duas curas, a de uma criança de 5 ou 6 anos que, por causa da poliomielite, não podia andar nem manter-se de pé, e a de uma moça de 26 anos, que há 12 anos não falava. Ambos ficaram curados instantaneamente.

Maria Rosa Mística e Pierina Gilli
APARIÇÕES EM FONTANELLE (1.966).
A partir de 1966, Pierina mudou-se para Fontanelle (subúrbio rural, a 2km de Montichiari), onde as aparições continuaram, principalmente numa fonte onde Nossa Senhora, num gesto amoroso de humildade, tocou com Seus Dedos a água, batizando-a como “Fonte da Graça”.

Sucederam-se muitas outras aparições nas quais Nossa Senhora reforçava os pedidos que foram feitos desde a primeira. Destacamos duas:

EM 17 DE JANEIRO DE 1.971:
Nossa Senhora volta a insistir a Pierina a respeito da reza do terço, dizendo:

“Um terço bem rezado devotamente é um penhor para qualquer intercessão; é a contemplação dos mistérios da fé.
O Pai Nosso é a prece da união. A prece do Senhor.
O Glória é a prece da glorificação da Santíssima Trindade.
Diga aos Meus filhos que rezem o santo terço”.

EM DATA RECENTE (1.984):
Nossa Senhora pede a Pierina que providencie 40 imagens de “Maria Rosa Mística” tal como ela A via e que as colocasse na escadaria da fonte de Fontanelle. Ela própria iria benzer estas imagens e depois de terem sido bentas, deveriam ser distribuídas pelo mundo todo como uma forma de Nossa Senhora estar presente onde quer que uma destas imagens estivesse. Assim foi feito e no dia 08.09.84 Nossa Senhora aparece nesta fonte, benze estas imagens e diz:

“Como prometi, onde quer que cheguem estas imagens, Eu estarei presente e levo graças abundantes do Senhor”.

E no dia 3 de outubro de 1.984, chega a José Bonifácio, endereçada ao Monsenhor Ângelo Angioni, uma destas 40 imagens. Com ela veio uma carta explicando:

“Esta Madona “Maria Rosa Mística”, Mãe da Igreja, foi entregue hoje para a região de José Bonifácio – Brasil, com a determinação de que se reze onde quer que ela se encontre”.

Pedidos da Mãe Celeste, manifestados nas aparições à vidente Pierina Gilli:

    • Ser o dia 13 de cada mês consagrado a uma especial devoção à Santíssima Virgem, preparando-nos com a oração dos 12 dias anteriores.
    • Ser o dia 13 de julho de cada ano festejado em honra de “Maria Rosa Mística”.
    • No dia 13 de outubro, também de cada ano, tomar parte na Comunhão reparadora
    • A 8 de dezembro de cada ano, celebrar, ao meio-dia, a Hora da Graça Universal.
    • Ir em procissão à Fonte Bendita, com oração de penitência.

Atualmente, a associação de fiéis Rosa Mistica Fontanelle é responsável pela promoção e divulgação da devoção a Nossa Senhora, na localidade de Fontanelle, sob orientação do Bispo de Bréscia.

Share Button
Print Friendly, PDF & Email