Terço da Misericórdia

Share Button

divinemercy1Em 13 de setembro de 1935, Irmã Faustina escreve:

“Eu vi um anjo, o executor da cólera de Deus… a ponto de atingir a terra … Eu comecei a implorar intensamente a Deus pelo mundo, com palavras que ouvia interiormente. À medida em que assim rezava, vi que o anjo ficava desamparado, e não mais podia executar a justa punição…”

No dia seguinte, uma voz interior lhe ensinou esta oração nas contas do rosário: o Terço da Misericórdia.

Disse Jesus a Irmã Faustina:

“Pela recitação desse Terço agrada-me dar tudo que Me pedem. Quando o recitarem os pecadores empedernidos, encherei suas almas de paz, e a hora da morte deles será feliz.”

“….Quando rezarem este Terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso”.

Esse terço é rezado no terço comum, substituindo as orações do terço como indicado:

No início:

Pai Nosso, Ave-Maria, Credo

Nas contas do Pai Nosso:

Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue,
Alma e Divindade,
de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo
em expiação de nossos pecados
e dos do mundo inteiro.

Nas contas da Ave-Maria:

Pela Sua dolorosa Paixão,
tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

Ao fim do terço, rezar três vezes:

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal,
tende piedade de nós e do mundo inteiro.

 

Leia mais: Devoção à Divina Misericórdia

Share Button
Print Friendly, PDF & Email