Nossa Senhora da Salette

Share Button

Reconciliadora dos pecadores
– festa: 19 de setembro –
nsrasaletteA 19 de setembro de 1846, a Santíssima Virgem apareceu sobre uma montanha de La Salette, na França, a duas crianças: Maximino e Mélanie.

Várias congregações foram fundadas pela inspiração de La Salette, entre as quais os Missionários e as Irmãos de Nossa Senhora de La Salette, que se dedicam a propagar a mensagem de reconciliação.

Disse João Paulo II, sobre La Salette:

“Neste lugar, Maria, a mãe sempre amorosa, mostrou sua dor pelo mal moral causado pela humanidade. Suas lágrimas nos ajudam a entender a gravidade do pecado e a rejeição a Deus, enquanto manifestam ao mesmo tempo a apaixonada fidelidade que Seu Filho mantém com relação a cada pessoa, embora Seu amor redentor esteja marcado com as feridas da traição e do abandono dos homens.”

 

Oração

Lembrai-Vos, ó Nossa Senhora da Salette, das lágrimas que derramastes por nós, no Calvário. Lembra-Vos também dos cuidados que, sem cessar, tendes por vosso povo, a fim de que, em nome de Cristo, se deixe reconciliar com Deus. E vede se, depois de tanto terdes feito por Vossos filhos, podeis agora abandoná-los. Reconfortados por Vossa ternura, ó Mãe, eis-nos aqui, suplicantes, apesar de nossa infidelidade e ingratidão. Não rejeiteis nossa oração, ó Virgem Reconciliadora, mas volvei nosso coração para Vosso Filho. Alcançai-nos a graça de amar Jesus acima de tudo, e de vos consolar por uma vida de doação, para a glória de Deus e o amor de nossos irmãos. Amém.

 


Novena a Nossa Senhora da Salette

[ 1º dia2º dia3º dia4º dia5º dia6º dia7º dia8º dia9º dia ]

1º. Dia (2 Cor 5,17-6, 2; Sl 81; Lc 12,1-9)

Palavra de Maria

“Se meu povo não se quer submeter, sou forçada a deixar cair o braço de meu Filho. É tão forte e tão pesado que não o posso mais suster.”

 

Meditação

Grave advertência! A Virgem Maria chora sobre “seu povo”. Com ternura e firmeza, lembra-nos o essencial: só podemos ser salvos por Jesus, seu Filho, “a Quem Deus tudo submeteu” (1 Cor 15,26). Com a força de seu amor, Deus quer nos salvar: “Manifestando a força de seu braço, dispersa os homens de coração orgulhoso e exalta os humildes”. Cabe a nós escolher! Se recusamos seguir seu Filho, Maria nada pode fazer por nós… a não ser chorar para nos convencer de nosso pecado.

 

Oremos

Quando estamos desamparados, ensinai-nos, ó Mãe de Cristo, a olhar para vosso Filho. Queremos lhe submeter todos os nossos pensamentos e palavras, nossas ações e afeições. Que se manifeste em nós a força de seu amor. Fazei nosso coração semelhante ao de vosso Filho. E que nEle, vossos filhos, infiéis e dispersos, se tornem verdadeiramente “vosso povo”. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.

 

2º. Dia (At 1,12-14; Sl 40; Jo 19,25-27)

Palavra de Maria

“Há quanto tempo sofro por vós! Se quero que meu Filho não vos abandone, seu incumbida de suplicá-lo sem cessar, e, quanto a vós, nem me fazeis caso!”

 

Meditação

As lágrimas e a mensagem de Maria, em La Salette, nos recordam duas realidades: ontem, a Mãe das Dores, de pé, junto à Cruz de Jesus, recebia a missão de fazer de nós pessoas de fé: “Eis teu filho!”. Hoje, “o amor materno de Maria a torna atenta aos irmãos de seu Filho que ainda peregrinam, rodeados de perigos e dificuldades” (Lumen Gentium 62). O próprio Jesus nos leva a contemplar Maria e a imitar sua fé inabalável, sua incessante oração e ativa caridade: “Eis tua Mãe!”

 

Oremos

Lembrai-vos, Mãe das Dores, de vossos sofrimentos por nós, no Calvário, unida à Paixão de vosso Filho. Não cessais de interceder por nós, junto a vosso Filho: que Ele não nos abandone em nosso pecado e indiferença; que rompa as correntes de nossas injustiças, fortaleça nossos corações e nos ensine a reconhecer seu Rosto sofredor em cada um de nossos irmãos doentes, marginalizados ou oprimidos. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.

 

3º. Dia (Heb 4,9; Sl 46; Mt 12,1-8/Mt 12,9-15)

Palavra de Maria

“Dei-vos seis dias para trabalhar, reservei-me o sétimo, e não mo querem conceder!”

 

Meditação

Deixemo-nos questionar: sim, o sétimo dia a Deus pertence. Ele o quis para nos libertar das contrariedades do trabalho, do círculo vicioso da produção e do consumismo, para nos fazer tomar consciência de que somos pessoas livres, dotadas de uma liberdade que é dom de Deus. Ele reservou esse dia para que nos lembremos de que somos “filhos seus em Cristo”, conduzidos por seu Espírito (Rom 8,16). Esse dia, que restitui nossa liberdade e dignidade, nos congrega também como irmãos, irmãos a se reconciliarem! Que fazemos de nosso domingo?

 

Oremos

Virgem Fiel, que quereis nos restituir nossa dignidade de pessoas livres e de filhos de Deus, ensinai-nos também os caminhos da reconciliação com nossos irmãos. Que brilhe sobre nós o Dia do Senhor, que ele dê sentido a nosso trabalho e a nossa solidariedade, a fim de que, em Jesus Cristo, rendamos graças a Deus que quer a salvação de todos. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.

 

4º. Dia (1 Tim 1,18 a 2,6; Sl 113; Mc 9,2-10)

Palavra de Maria

“E também os carroceiros não sabem jurar sem usar o Nome de meu Filho!”

 

Meditação

“Jurar como um carroceiro! é descarregar sobre Deus a responsabilidade de nossas desgraças, grandes ou pequenas. Ora, o Nome de Cristo, Jesus, significa “DEUS SALVA”. Que contradição! É o Nome do Filho de Deus, o Irmão Universal, que passou por nossa vida e pela morte de cruz, conservando sua confiança no Pai, respeitando a liberdade de cada um de nós, até dos próprios inimigos, sendo sempre nosso irmão! Batizados em nome de Jesus Cristo, somos nós verdadeiramente discípulos seus?

 

Oremos

Mãe de Cristo, ensinai-nos a depositar nossa confiança no Nome de Jesus, “o único nome pelo qual podemos ser salvos” (At 4,12). Invocai sobre nós o Nome de vosso Filho. Que a santidade de nossa vida e o amor testemunhado a todos os nossos irmãos manifestem ao mundo a ternura de Deus, revelada em Jesus, o Cristo, Nosso Senhor. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.


5º. Dia
(Tg 5,1-8; Sl 51; Lc 12,34-37)

Palavra de Maria
“Se a colheita se estraga, é só por vossa causa. No ano passado vo-lo mostrei com as batatinhas: vós nem fizestes caso! Ao contrário: quando encontráveis batatinhas estragadas, praguejáveis… Os outros farão penitência pela fome!”
Meditação
Nossa Mãe não desvia nossa atenção, mas nos aponta os males desse mundo… e nossa indiferença também! Hoje, dois terços da humanidade morrem ou sofrem de fome, os direitos humanos são violados, a injustiça está à nossa porta. E nós nem fazemos caso! Não é pelo que possuímos que seremos salvos, mas pela Palavra de Cristo: “Tive fome e me deste de comer…, era peregrino, doente, prisioneiro… e vós me visitastes” (Mt 25,31s).
Oremos
Ó Virgem de La Salette, abri nosso olhar para a infelicidade de nossos irmãos. Abri nossos corações a fim de que , trabalhando nesse mundo que passa, se apeguem àquilo que não passa. Abri nossas mãos para partilhar com os mais pobres. Que através de nós, vosso Filho continue a alimentar e curar, a amar e perdoar, e a construir um mundo conforme o Coração do Pai. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.

6º. Dia (At 2,36-42; Sl 15; Mt 9,1-8)

Palavra de Maria
“Se se converterem, as pedras e rochedos se transformarão em montões de trigo…”
Meditação
“Todo homem acorre a Vós, por causa de seus pecados. Oprime-nos o peso de nossas faltas. Vós no-las perdoais” (Sl 64,3-4). Ao oprimido pelo pecado Jesus diz: “Levanta-te, toma teu leito e vai para casa” (Mc 2,11). Reconhecemos nEle o Deus que perdoa, que nos levanta e nos põe a andar. Caminhemos no seguimento do Cristo. “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”. Caminho a seguir. Verdade a descobrir. Vida a ser partilhada. A Vida que pode fazer germinar o deserto de nossos corações e de nosso mundo, em colheitas super-abundantes…, se nos deixarmos converter!
Oremos
Que vossa incessante oração, ó Virgem Reconciliadora, nos obtenha, de vosso Filho, o perdão de nossos pecados. Que vossas lágrimas de Mãe transformem em coração de carne nosso coração de pedra. Que vossa inabalável fidelidade sustente a nossa fé vacilante, e nos faça constantemente voltar àquele que é nosso único Salvador, vosso Filho, Nosso Senhor. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.

 

7º. Dia (Col 3,12-17; Sl 127; Lc 11,1-13)

Palavra de Maria
“Fazeis bem vossa oração, meus filhos?… É preciso fazê-la de noite e de manhã. …À missa vão só algumas mulheres idosas. Os outros trabalham durante o verão aos domingos. E no inverno, quando não sabem o que fazer, vão à missa somente para zombar da religião. Durante a Quaresma vão ao açougue como cães.”
Meditação
A Virgem Maria nos questiona sobre a qualidade dos gestos de fé que nos ligam a Deus, e que são fonte de nossa conversão. A cada dia, a oração da manhã e da noite, diálogo livre e constante com Deus! “Pai, não o que quero, mas o que Tu queres!” A cada semana, a assembléia eucarística dos cristãos: memória da Morte de Cristo que suscita nosso amor, presença do Ressuscitado que reaviva nossa fé, espera de sua vinda que nutre nossa esperança! A cada ano: a Quaresma de penitência, de oração e partilha, a Via Sacra onde Cristo nos ensina a dar a Deus nossa vida, no serviço a nossos irmãos.
Oremos
Serva do Senhor, ensinai-nos a fazer de nossa vida uma oferenda agradável a Deus. Que nossa vida seja uma oração, e que nossa oração seja fonte de vida. Mantende-nos junto a Vós, no coração da Igreja, dispostos a partilhar das lutas e sofrimentos dos homens de nosso tempo, para que surja um mundo novo. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.

 

8º. Dia (Rom 12,4-18; Sl 103,13-18; Mc 6,34-44)

Palavra de Maria
“…teu pai te deu um pedaço de pão, dizendo-te: Toma, meu filho, come pão neste ano ainda, pois não sei quem comerá pão no ano próximo se o trigo continuar assim.”
Meditação
O temor de um mal iminente, a despreocupação de uma criança, o cuidado de um pai, o pão partilhado: coisas da vida, presentes na memória e no coração de Maria. E por que não confiamos nEla? “Ora, se vós que sois maus, sabeis dar coisas boas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos céus dará coisas boas aos que lho pedirem?” (Mt 7,11). Esse pão partilhado nos relembra todas as fomes dos homens, e também Aquele que é o Pão da Vida partido para saciar todas as nossas fomes.
Oremos
Ó Mãe atenta a todos os abandonados, despertai-nos para a ternura. Renovai nossa confiança no Pai. Fazei-nos partilhar de seus cuidados em salvar seus filhos de todas as fomes do corpo, do coração e do espírito. Dai-nos fome do Pão da Vida, Jesus, vosso Filho, nosso Senhor. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.

 

9º. Dia (2 Cor 5, 17-6, 2; Sl 81; Lc 12, 1-9)

Palavra de Maria
“Pois bem, meus filhos, comunicareis isso a todo o meu povo!”
Meditação
Depois de nos relembrar que vivemos diante de Deus – um Deus que ama e salva, que nos conhece mais do que nós a nós mesmos, Maria nos relembra também qual é a nossa missão: levar ao mundo a Boa Nova de Jesus Cristo. Impregnados de seu Espírito, consagrados na verdade e no amor, devemos participar, com todos os homens de boa vontade, das buscas e lutas para, com Deus, construir um mundo mais humano e um homem à imagem de Cristo. A Virgem Maria maternalmente nos acompanha e nos encoraja: “Vamos, meus filhos, comunicai isso a todo meu povo!”
Oremos
Virgem de La Salette, olhai para vosso povo tão freqüentemente infiel. Não permitais que se percam as sementes do bem que germinam no coração e na mente dos homens e povos. Que o Espírito Santo cure, eleve e complete em nós nossos esforços vacilantes, para a liberdade, a justiça e a unidade. Mãe da Igreja, atraí-nos para vosso Filho Ressuscitado, fazei-nos viver de seu Espírito, para a glória do Pai e a felicidade de todos. Desde agora e para sempre. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Lembrai-vos.

nsrajmed

 

Ladainha de Nossa Senhora da Salette

Nossa Senhora da Salette, Virgem Mãe de Deus, rogai por nós.
Nossa Senhora da Salette, Mãe de Cristo e Mãe dos homens, rogai por nós.
Nossa Senhora da Salette, Mensageira da Nova Aliança, rogai por nós.

Vós que brilhais com a claridade de Deus, rogai por nós.
Vós que apareceis como humilde serva, rogai por nós.
Vós que chorais sobre vossos filhos ingratos, rogai por nós.
Vós que nos libertais de todo o medo, rogai por nós.
Vós que nos recordais a palavra de Deus, rogai por nós.
Vós que carregais as correntes de nossas injustiças, rogai por nós.
Vós que nos despertais para as nossas responsabilidades, rogai por nós.
Vós que nos apresentais o Cristo Crucificado, rogai por nós.
Vós que nos engajais na preparação do Reino de Cristo, rogai por nós.
Vós que nos precedeis no caminho de nossas cruzes, rogai por nós.
Vós que nos conduzis ao Cristo ressuscitado, rogai por nós.
Vós que estais ornada de rosas de Glória, rogai por nós.
Vós, a “Mulher vestida de sol e de estrelas”, rogai por nós.

Nossa Senhora da Salette, filha do povo de Deus, rogai por nós.

Mãe do único Senhor, a quem tudo é submetido, rogai por nós.
Virgem ao pé da cruz do Filho Salvador, rogai por nós.
Mulher atenta aos que são abandonados, rogai por nós.
Súplica viva que não pára de interceder por nós, rogai por nós.
Amor tão forte que nós jamais podemos recompensar, rogai por nós.

Mãe, no meio de nossos trabalhos, nós esquecemos de santificar o dia que Deus reservou para seu louvor. Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.
Mãe, nós desprezamos o nome de Jesus, vosso Filho, única pessoa que nos pode salvar.  Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.
Mãe, nós desperdiçamos tantas energias, procurando coisas neste mundo que passa. Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.
Mãe, nós deixamos as uvas apodrecerem e o pão é dado aos animais, enquanto muitos irmãos nossos morrem de fome. Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.
Mãe, nós não soubemos ver vosso Filho como nossa esperança dentro de nossos desesperos. Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.
Mãe, convertei nossos corações para que construamos a paz na justiça e no amor. Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.
Mãe, ensinai-nos a repartir, todos as dias e sempre, o pão da páscoa nova. Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.
Mãe, ensinai-nos a repartir com os famintos o pão da vida que revela o amor de Deus Pai. Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.
Mãe, nós queremos comunicar ao vosso povo a alegria da BOA-NOVA. Guiai-nos, ó Maria, ao Deus da vida.

Nossa Senhora da Salette, Reconciliadora dos pecadores, Rogai sem cessar por nós que recorremos a Vós.

OREMOS:
Senhor Jesus Cristo, na hora de vossa morte na cruz quisestes que nos tornássemos convosco, filhos da Virgem Maria: por sua fé inabalável, por sua prece incessante e sua atenção maternal, que ela nos leve a vos seguir até a glória da ressurreição, desde agora e para sempre. Amém.

Share Button
Print Friendly, PDF & Email